quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Olá lindos!!

Hoje trago para vocês um pouquinho da história de um dos melhores escritores brasileiros, Jorge Amado, nascido em 10 de agosto de 1912 em Itabuna. Jorge é o autor mais adaptado do cinema, do teatro e da televisão, com suas obras Dona Flor e Seus Dois Maridos, Tenda dos Milagres, Tieta do Agreste, Gabriela, Cravo e Canela e Teresa Batista Cansada de Guerra. A obra literária de Jorge Amado consiste em 49 livros, eles já foram traduzidas em 59 países, em 49 idiomas, braille e fitas gravadas para cegos também . As obras são::  

O País do Carnaval, romance (1931)
Cacau, romance (1933)
Suor, romance (1934)
Jubiabá, romance (1935)
Mar morto, romance (1936)
Capitães da areia, romance (1937)
A estrada do mar, poesia (1938)
ABC de Castro Alves, biografia (1941)
O cavaleiro da esperança, biografia (1942)
Terras do Sem-Fim, romance (1943)
São Jorge dos Ilhéus, romance (1944)
Bahia de Todos os Santos, guia (1944)
Seara vermelha, romance (1946)
O amor do soldado, teatro (1944)
O mundo da paz, viagens (1951)
Os subterrâneos da liberdade, romance (1954)
Gabriela, cravo e canela, romance (1958)
A morte e a morte de Quincas Berro d'Água, romance (1959)
Os velhos marinheiros ou o capitão de longo curso, romance (1961)
Os pastores da noite, romance (1964)
O Compadre de Ogum, romance (1964)
Dona Flor e Seus Dois Maridos, romance (1966)
Tenda dos milagres, romance (1968)
Teresa Batista cansada de guerra, romance (1972)
O gato Malhado e a andorinha Sinhá, historieta infanto-juvenil (1976)
Tieta do Agreste, romance (1977)
Farda, fardão, camisola de dormir, romance (1979)
Do recente milagre dos pássaros, contos (1979)
O menino grapiúna, memórias (1981)
A bola e o goleiro, literatura infantil (1984)
Tocaia grande, romance (1984)
O sumiço da santa, romance (1988)
Navegação de cabotagem, memórias (1992)
A descoberta da América pelos turcos, romance (1994)
O milagre dos pássaros , fábula (1997)
Hora da Guerra, crônicas (2008)


No Brasil, foi agraciado com o Prêmio Nacional de Romance do Instituto Nacional do Livro(1959); Prêmio Graça Aranha (1959); Prêmio Paula Brito (1959); Prêmio Jabuti (1959 e 1995); Prêmio Luísa Cláudio de Sousa, do Pen Club do Brasil (1959); Prêmio Carmen Dolores Barbosa (1959); Troféu Intelectual do Ano (1970); Prêmio Fernando Chinaglia, Rio de Janeiro (1982); Prêmio Nestlé de Literatura, São Paulo (1982); Prêmio Brasília de Literatura — Conjunto de obras (1982); Prêmio Moinho Santista de Literatura (1984); Prêmio BNB de Literatura (1985).

Jorge Amado foi eleito para a Academia Brasileira de Letras em 6 de abril de 1961, ocupando a cadeira 23, cujo patrono é José de Alencar. De sua experiência acadêmica bem como para retratar os casos dos imortais da ABL, publicou Farda, fardão, camisola de dormir numa alusão clara ao formalismo da entidade e à senilidade de seus membros da época.

E aí vocês já leram alguma obra do escritor Jorge Amado? Se sim ou não, compartilhe conosco suas opiniões sobre as obras e vida do escritor.

Beijos,
Até a próxima!!
@ninh@

Um comentário:

  1. Jorge Amado é um grande nome da literatura. Merecida a homenagem por aqui. Dona Flor é o melhor.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir

PROMOÇÕES

Seguidores

PROJETO COM AMOR POR FAVOR SEM FLASH!

BOOK TOUR

BOOK TOUR

BOOK TOUR

Quem sou eu

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

FAN PAGE

TWITTER