segunda-feira, 30 de abril de 2012


Resumo: Nesta história de paixão , ao mesmo tempo l´rica  e aterradora, narrada com a mais desconcertante serenidade, Oki Toshiom, um escritor de meia-idade, faz uma viagem nostálgica a Kyoto para escutar os sinos dos templos soarem na noite do Ano Novo. Também é movido por outro secreto desejo; reencontrar Otoko, sua amante, 24 anos atrás, agora uma pintora de renome. Ainda muito bonita, ela vive num monastério com sua pupila Keiko, jovem de temperamento intensamente amoral e apaixonado. À  medida que a vida dos três se entrelaça irremediavelmente, Keiko torna-se a principal agente de destruição neste vasto e inquietante drama de vingança.

Resenha: Esta obra de Yasunari Kawabata é realmente maravilhosa, adorei é uma leitura gostosa de ler, rica em detalhes da cultura japonesa, descreve claramente os detalhes dos  lugares e o romance entre os personagens onde pode se notar a  mistura de amor, ciúmes e vingança. Amei, virei fã dele, tentarei ler outros livros dele, recomendo.

Por ter gostado tanto do livro vou colocar alguns trechos dele para vocês entenderem o que falei sobre ele:

" À medida  que soavam os sinos, seu pensamento se voltava, não sem emoção , para o ano que findava. Conforme os anos, a emoção que experimentava revelava-se dolorosa ou violenta."

"Do outro lado da janela , as árvores dos bosques flutuantes numa bruma espessa e cálida. Acima da bruma, uma tênue  claridade que parecia emanar do chão iluminava longínquas nuvens brancas....o trem passava perto da montanha coberta por pinhos, Oki pôde ver que o chão estava juncado de folhinhas secas pontiagudas "

"Dava lentamente o nó na gravata  quando se recordou das palavras de Otoko: "eu darei o nó para você. Deixe-me...."

"Otoko tinha dezesseis anos e foram as primeiras palavras que ela pronunciou depois que ele a desvirginara. Oki ainda não dissera nada. Não havia encontrado nada para dizer. Ele a havia atraído ternamente para seus braços, havia acariciado seus cabelos, mas não conseguira pronunciar uma palavra."

" Oki debruçou-se sobre o kotatsu, no qual ardia um fogo de lenha. Ouviu um pássaro cantar. Os estrondos de troncos  de madeira sendo carregados nos caminhões ressoavam através do vale. Discerniu , vindo das Montanhas do Oeste, o apito de um trem que entrava ou saía de um túnel deixando atrás de si um eco taciturno."

"Esse eco o fez pensar no grito débil deu recém -nascido... Com dezessete anos , no oitavo mês de gravidez , Otoko dera à luz uma criança prematura. O bebê era um menina.A recém -nascida não pôde ser salva e Otoko não pôde ter sua filha a seu lado"

"A raiva e o ressentimento da mãe de Otoko para com Oki tinham sido esquecidos nesse momento. Ela se sentira assim por Oki ter engravidado Otoko sendo casado e pai de família, mas sua única  filha era tudo que lhe restava, sua raiva acabara por se dissipar."

"Em Kyoto, são muitos monastérios com jardins de pedra. Os mais célebres são os Saiho-ji,do Pavilhão de prata , do Ryoan-ji, que encarna a essência da estética zen. Que contraste faziam os arranjos de pedras atrás do monastério com a doçura do chão recoberto de musgos mais abaixo."

Este livro há  descrições de muitos lugares do japão, lindas paisagens descritas pelo autor, vale a pena ler o livro,



Um comentário:

  1. Adorei a dica de leitura. Já anotei em meu caderninho.

    soniacarmo
    retalhosnomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir

PROMOÇÕES

Seguidores

PROJETO COM AMOR POR FAVOR SEM FLASH!

BOOK TOUR

BOOK TOUR

BOOK TOUR

Quem sou eu

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

FAN PAGE

TWITTER